Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



Formação

“Nenhuma tora de madeira poderá se tornar uma bela escultura se não permitir que seu artesão arranque lascas profundas, todos os dias, até tomar forma, até estar acabada. Estaremos acabados apenas no céu, portanto temos que aceitar que toda nossa vida de consagração será sempre um moldar, lascar, lixar... um estar constante no “atelier” do Bom Deus.” (Regra de Vida da Comunidade Sal e Luz)

Esse é o papel da Formação na Comunidade Sal e Luz, ser como um formão nas mãos do um Grande “Artesão” que é Deus. Ela nos ajudará a nos Configurarmos o mais verdadeiramente possível ao nosso “original” que é Cristo.

Processo Formativo

O primeiro passo, os candidatos a um caminho vocacional.

Devem visitar a Comunidade, para serem encaminhados sobre a fé e os santos sacramentos, passando através de um apostolado por um período de observação. Nesse período serão chamados de pré-vocacionados Animados pela pastoral vocacional de cada missão, realizar um pequeno percurso de encontros, orações e atividades, que se consolidará com o retiro vocacional de ingresso. Após esse retiro, os candidatos entram em discernimento pessoal e enviam uma carta de pedido de ingresso no caminho formativo da Comunidade.

 

O Segundo passo, o Vocacionado.

Após a aceitação do pedido de ingresso, inicia-se uma caminhada focada na vida consagrada, em direção principalmente ao que Deus espera do vocacionado. Este período tem a duração de no mínimo um ano, e é dedicado a um estudo básico da doutrina da Igreja e um aprofundamento nos sacramentos. O período vocacional é um período propício também ao trabalho, principalmente aos pobres. Na ajuda aos mais necessitados e aos que sofre, o vocacionado encontra motivos para esvaziar-se de si e se entregar totalmente a Deus. É o encontro daquele que é chamado por Deus a uma vida de renuncias ao Cristo pobre, abandonado, sofrido. Sem esse encontro não existe sentido para a busca, para a caminhada continua na formação. . Esse período é marcado pelo conhecimento e intimidade com o Deus Espírito Santo, o Reconciliador, o Paráclito Consolador.

 

O Terceiro passo, o Discipulado de 1º Ano

Depois de provada no vocacionado o desejo de realmente se consumir por Deus, agora o discipulo de 1º Ano inicia uma caminhada rumo ao conhecimento profundo de si, é a busca incessante do Deus que o habita. Neste período que terá a duração de 1 ano, ele estudará sobre vida consagrada, conselhos evangélicos, suas limitações e identidade, dando seqüência ao seu caminho de cura e libertação. Será um momento de intimidade com Deus Pai, o Criador, Aquele que nos chamou e nos sonhou desde toda eternidade, Aquele que tem exatamente a nossa forma real, o que precisamos ser para ser feliz.

Este período terá a duração de no mínimo de 1 ano.


O quarto passo, o Discipulado de 2º Ano

Como discípulo de 2º Ano o formando terá como meta um aprofundar-se na história da Comunidade. Será um período de estudo da regra de vida e da experiência dos mais velhos no período fundante da Comunidade. Procurará o discípulo encontrar em sua história pessoal de vida, que foi bem estudada no período passado, o que agora ele encontra de eco com a história da comunidade. Quais são os reflexos do carisma que latejam mais arduamente em sua alma. Essas formações ajudarão também na definição ou ao menos o início da busca de qual estado de vida Deus escolheu para o discípulo.

Será um momento decisivo, um momento de preparação para os esponsais eterno com o Senhor, por isso o discípulo deverá se aproximar da figura do Cristo, Deus Filho, aquele que foi enviado pelo Pai como Pastor, como Esposo que busca a esposa.

Este período terá a duração de no mínimo 1 ano.


O quinto passo, o Comprometido.

Este passo está longe de indicar perfeição. Indica apenas que o formando tem certeza que deseja doar sua vida inteira pela causa de Deus e da Igreja e que sabe que a cada dia, no cadinho do sofrimento o Senhor estará completando nele o que Ele desde a eternidade, quando o chamou, já começou.

Comprometido é aquele, que não tem mais poder sobre sua vida, toda ela está nas mãos de Deus. Sua vida deverá se traduzir em ser sal da terra e luz do mundo.

O Comprometido faz votos de consagração, imitando a Cristo, segundo seu estado de vida, na pobreza, obediência e castidade. Compromete-se também à fidelidade ao carisma e a Igreja, numa entrega total de seus sonhos e aspirações, afim de que possa dizer: “Já não sou eu quem vive, é cristo que vive em mim.

Copyright © 2009-2017 Comunidade Sal e Luz. Todos os Direitos Reservados.